Política de Cookies TICNOLOGIA - Directiva Europeia - EU e-Privacy Directive

Este website utiliza cookies na gestão de autenticações, navegação e outras funcionalidades que lhe disponibilizam uma melhor experiêcncia de utilização. Ao utilizar o nosso website, você aceita que nós coloquemos este tipo de cookies no seu dispositivo.

Visualizar toda a documentação sobre o e-Privacy Directive

Home Notícias Smart Senior - Cidadãos seniores estão agora mais seguros nas suas casas


SIEMENS-Smart-SeniorA Siemens desenvolve sistema de diagnóstico remoto. O projecto “Smart Senior” é a mais recente aposta da empresa alemã na área da saúde. Dirigido à população sénior, este sistema de diagnóstico remoto consiste num dispositivo portátil que transmite informação para um centro médico.

O equipamento permite que os mais idosos se sintam seguros e acompanhados nas suas próprias casas ao medir parâmetros como o movimento, os níveis de oxigénio no sangue e a frequência cardíaca. Os primeiros protótipos deverão estar disponíveis em meados de 2011.

Dentro de 25 anos, um terço da população mundial vai ter mais de 60 anos. A maioria dos seniores quer viver nas suas próprias casas o máximo de tempo possível, mas muitos têm medo de estar sós, porque podem precisar de ajuda no caso de uma emergência. Sensores em rede, que tornam o diagnóstico remoto possível, podem assegurar que os mecanismos de prestação de auxílio são accionados sempre que necessário.

SIEMENS-Smart-SeniorOs investigadores da Siemens, juntamente com uma equipa de médicos, estão a trabalhar num aparelho que se utiliza no pulso e que mede, por exemplo, a frequência cardíaca. O equipamento pode ainda reconhecer a ausência de micro-movimentos característicos do sono, ou seja detectar se o utilizador desmaiou e está programado para accionar um alarme que resulta no envio de envia equipas de prestação de auxílio à residência do idoso.

Por seu turno, para os pacientes que sofrem de dor crónica, está a ser desenvolvido uma espécie de “penso rápido Smart” que mede a temperatura, a pulsação e oxigenação do sangue. Este aparelho é utilizado na parte superior do braço e consiste numa banda flexível na qual estão integrados um transmissor, um receptor, circuitos de avaliação de informação e uma bateria.

O chip de rádio no aparelho de pulso envia toda a informação para um nó de comunicação, que, por sua vez, envia a informação através da Internet para um centro médico. Graças a uma arquitectura de segurança especial, a informação está protegida ao longo de todo o percurso de transmissão. O acesso à informação também está rigorosamente controlado. Para além disso, os aparelhos vão ter funcionalidades intuitivas, permitindo aos mais idosos pedir auxílio através de um botão de emergência localizado na banda de pulso ou através de um smart phone, em modo de alta voz, que lhes permitirá entrar em contacto com o centro médico.

Este trabalho de investigação está a ser feito no departamento de Corporate Technology da Siemens AG, e o projecto está a ser financiado pelo Ministério Alemão de Investigação.

Online

Temos 418 visitantes em linha