Política de Cookies TICNOLOGIA - Directiva Europeia - EU e-Privacy Directive

Este website utiliza cookies na gestão de autenticações, navegação e outras funcionalidades que lhe disponibilizam uma melhor experiêcncia de utilização. Ao utilizar o nosso website, você aceita que nós coloquemos este tipo de cookies no seu dispositivo.

Visualizar toda a documentação sobre o e-Privacy Directive

Home Notícias Ciência e Espaço Supercomputação por GPU acelera pesquisa sobre Energia Solar na China


supercomputador-Tianhe-1A-TianjinInvestigadores Chineses realizaram a maior simulação molecular até hoje feita no mundo, de forma a melhorar as técnicas que tornam o silício cristalino mais eficiente, um material fundamental para a construção de painéis solares e industria dos semicondutores.

A equipa de Cientistas da Academia Chinesa de Ciências do Instituto de Engenharia de Processos (CAS-IPE) usaram o Tianhe-1A, o mais rápido supercomputador do mundo, de forma a realizarem as simulações em GPUs NVIDIA Tesla, que foram cerca de vezes mais rápidas do que as simulações anteriores já realizadas, assim como se simulou mais do dobro da informação. Estas simulações modelaram o comportamento de 110 biliões de átomos, com uma performance sem precedentes de 369 teraflops. O record anterior para uma simulação deste tipo apenas simulava 49 biliões de átomos a 369 teraflops.

O Tianhe-1A, localizado no Centro de Supercomputação Nacional da China, em Tianjin, foi declarado o mais rápido supercomputador do mundo em Novembro de 2010 pela Organização Top 500, sendo a primeira vez que a China conseguiu esta proeza. Este grande poder de computação em massa é utilizado também para realizar pesquisas no campo da exploração de minérios, petróleo, no campo da medicina farmacêutica e previsão de tempo.

supercomputador-Tianhe-1A-Tianjin

Online

Temos 184 visitantes em linha