Política de Cookies TICNOLOGIA - Directiva Europeia - EU e-Privacy Directive

Este website utiliza cookies na gestão de autenticações, navegação e outras funcionalidades que lhe disponibilizam uma melhor experiêcncia de utilização. Ao utilizar o nosso website, você aceita que nós coloquemos este tipo de cookies no seu dispositivo.

Visualizar toda a documentação sobre o e-Privacy Directive

Home Notícias CA Technologies suporta Windows Server 2012 com Data Classification


CA-TechnologiesO fabricante reforça as capacidades da solução de Content Aware Identity e Access Management tendo em vista a oferta de um controlo de acesso mais exato para Windows Server.

A CA Technologies anunciou hoje o suporte para Windows Server 2012 Dynamic Access Control. Ao integrar a solução CA DataMinder Classification com sistema operativo Windows Server 2012, a empresa passa a oferecer aos seus clientes um controlo de acesso mais preciso dos seus dados armazenados em Windows Server, ajudando-os a melhorar a segurança da informação, a reduzir os riscos e a responder às exigências de conformidade.

Ao longo do habitual dia-a-dia de operações, os documentos armazenados num determinado servidor que já tenham sido anteriormente classificados como não sensíveis podem mudar rapidamente de estado ao conterem informação sensível ou confidencial. A solução CA DataMinder Classification permite examinar, localizar e classificar esse conteúdo sensível armazenado dentro no Windows Server 2012, incluindo propriedade intelectual, informações financeiras e informações pessoais nomeadamente números de segurança social, números de cartão de crédito e outros dados de funcionários de caráter relevante. Quando combinada com Windows Server 2012 Dynamic Access Control, a solução CA DataMinder Classification ajuda a obter um controle de acesso preciso e refinado que permite que os processos de negócio se mantenham em funcionamento enquanto se protegem os ativos com as informações mais críticas.

CA_Dataminder

“O Windows Server 2012 Dynamic Access Control permite que os clientes possam definir políticas de acesso centrais ao nível da organização e ainda controlar o acesso aos dados de uma forma totalmente em conformidade com as normas aplicáveis", sublinha Andrew Conway, diretor de Marketing de Produto de Clientes Empresariais da Microsoft. “A solução CA DataMinder Classification aborda a natureza dinâmica dos dados. Ao combinar a classificação de conteúdo oferecida pela oferta CA DataMinder com as políticas de acesso definidas no Windows Server 2012, os clientes podem proteger melhor as informações críticas face a um eventual uso inadequado ou até à sua divulgação”.

Esta integração reforça a estratégia de produto Content-Aware Identity e de Access Management (IAM) da CA Technologies, ajudando a proteger os dados mais sensíveis contra o uso inapropriado ou a divulgação não autorizada através do controlo dos utilizadores, dos respetivos acessos e da forma como eles tratam e gerem a informação. A CA Technologies introduziu esta capacidade de Content-Aware IAM ao associar conteúdos e políticas de dados com identidades e papéis geridos pela solução CA IdentityMinder™ (antes designada por CA Identity Manager). No início deste ano, deu continuidade a esta estratégia com o lançamento de uma solução de segurança para Microsoft SharePoint que permitiu que a solução CA SiteMinder® possa usar informação de classificação de conteúdo para um controlo de acesso Web mais preciso.

 

“Para um profissional de segurança, o principal objetivo passa por assegurar que as pessoas certas têm o direito de acesso à informação certa, mas porque a informação muda de estado mais rapidamente que os direitos de acesso, as organizações podem ficar vulneráveis a fugas de dados confidenciais”, considera Mike Denning, diretor-geral de Segurança da CA Technologies. De acordo com este responsável, “as organizações precisam de fazer uma abordagem de segurança em camadas, em que as informações sobre os dados são usadas como inputs para as políticas de acesso, isto para que se possa determinar de uma forma mais precisa se um determinado utilizador deve ter acesso à informação”.

Online

Temos 133 visitantes em linha